Rua Borges Lagoa, 816
11-5081-4887
atendimento@azulmed.com.br

Surto de H1n1

Venda e Aluguel de Produtos

Created with Sketch.

OMS declara que o surto do novo coronavírus é uma pandemia

Esta é a primeira pandemia desde o H1N1

O coronavírus varrendo o mundo é uma pandemia, declarou hoje a Organização Mundial da Saúde. Atualmente, existem mais de 118.000 casos de COVID-19, a doença causada pelo vírus, em 114 países ao redor do mundo.
A OMS continua monitorando de perto a disseminação do vírus, disse Tedros Adhanom, diretor geral da OMS, durante o anúncio. “Estamos profundamente preocupados com os níveis alarmantes de disseminação e severidade e com os níveis alarmantes de inação”, disse ele. “Convocamos todos os dias os países a tomarem ações urgentes e agressivas”.

Existem grandes surtos do vírus na Itália, Coréia do Sul e Estados Unidos. Nos EUA, a lenta implantação de testes e a capacidade limitada de testes prejudicaram a resposta à doença.

A propagação do vírus ainda pode ser controlada, disse Adhanom. Ele apontou para a China e a Coréia do Sul, onde os surtos parecem estar em declínio. “É factível.”
Uma pandemia é a “disseminação mundial de uma nova doença”, segundo a OMS. Não há critérios de corte e secagem para o que atinge o nível de pandemia e o que não atinge, e não há limiar de casos ou mortes que desencadeiam a definição.

A OMS classificou o novo coronavírus como uma emergência global de saúde pública em 30 de janeiro. Até agora, eles estavam relutantes em chamar o surto de pandemia por preocupações de que isso provocaria pânico desnecessário, apesar de estarem alertando os países a se prepararem para uma pandemia. “Usar a palavra pandemia agora não se encaixa nos fatos, mas certamente pode causar medo”, disse Adhanom em entrevista coletiva no final de fevereiro. “O que vemos são epidemias em diferentes partes do mundo, afetando diferentes países de diferentes maneiras”.

Países do mundo todo, inclusive os EUA, já se inclinam sobre planos de preparação para uma pandemia para responder aos surtos do novo coronavírus.

A última vez que a OMS declarou uma pandemia foi durante o surto de H1N1 em 2009, que infectou quase um quarto da população mundial. No entanto, essa decisão foi criticada por criar pânico desnecessário. A SARS não foi considerada uma pandemia, apesar de afetar pessoas em 26 países, e a MERS também não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *